Ouvidoria municipal tem mais de 90% de efetividade no atendimento de janeiro a junho

Até o momento, dos 382 atendimentos realizados apenas 29 ainda estão pendentes

A Prefeitura de Itabira, por meio da Ouvidoria-Geral, não tem medido esforços para atender o cidadão a fim de estabelecer uma relação de confiança e com isso construir uma gestão participativa. Como resposta a esse movimento, de janeiro a junho, mais de 90% dos atendimentos feitos pela Ouvidoria-Geral foram concluídos, ou seja, receberam o encaminhamento devido ou foram solucionados. Dessa forma, dos 382 atendimentos realizados apenas 29 ainda estão pendentes.

De acordo com o relatório de atendimento feito pelo sistema de monitoramento da Ouvidoria-Geral, 213 solicitações foram caracterizadas como reclamação e 96 como pedido de informação. Segundo os dados, dentre as reclamações estão os pedidos de coleta de lixo, iluminação pública, obras, entre outros. Além disso, foram feitas 53 denúncias, sendo que as principais apontadas dizem respeito a fiscalização de posturas e ao descumprimento das medidas de prevenção à Covid-19. Ainda, 15 sugestões e cinco elogios também foram registrados.

Conforme o relatório, a principal porta de entrada do cidadão é o telefone (38,22%), seguido do site da Prefeitura (36,65%), e-mail (14,4%) e acolhimento presencial (10,73%). Paulo Henrique Rodrigues da Silva, superintendente da Ouvidoria-Geral, afirma que o setor é um importante canal de comunicação entre o cidadão e a administração pública por ter como objetivo intermediar as manifestações das partes.

“A Ouvidoria-Geral faz a mediação entre as unidades administrativas da Prefeitura e o cidadão. Ela não é responsável por solucionar a demanda do cidadão, mas sim de mediador na busca por solução. Ainda, a Ouvidoria-Geral também propõe a melhoria do fluxo do atendimento e serviço. Assim, o setor é a recepção, a porta de entrada da Prefeitura para o munícipe. Quando um cidadão chega na prefeitura, ele precisa ter um sentimento de acolhimento”, afirmou o superintendente.

Para o secretário municipal de Governo, Márcio Passos, os números positivos da Ouvidoria-Geral só refletem a nova dinâmica de atendimento e transparência da gestão. Segundo ele, a ouvidoria está tomando um novo rumo. Outra proposta também é criar o tridígito – telefone com três números – disponível para atendimento ao público.

 “Ainda estamos fora do ideal, mas mesmo assim temos alcançado resultados positivos pelos dados alcançados. O índice de atendimento e resposta é muito importante. Ademais, é necessário ressaltar que nós estamos iniciando os estudos para a implantação de uma nova ouvidoria porque o governo entende que o atendimento na Prefeitura tem que ser primoroso”, pontuou o secretário.

Segundo Márcio Passos, a Associação Brasileira de Consultores Políticos (ABCOP) trouxe na sua pesquisa anual que a principal reclamação do cidadão brasileiro é a respeito do atendimento ao público do que a resposta ao seu pleito. “Ninguém pode ser considerado inoportuno por procurar a Prefeitura seja para uma informação ou para correr atrás dos seus direitos. A nova ouvidoria vai mudar de local, terá uma nova cara para que todos se sintam bem acolhidos. Estamos muito animados”, ressaltou o Márcio Passos.

Para entrar em contato com a Ouvidoria-Geral basta ligar para o telefone (31) 3839-2150, através do link https://bit.ly/3cs3Cqw, pelo email [email protected]gov.br, além do atendimento presencial, que no momento está restrito devido à pandemia de Covid-19.

ASCOM PMI

 

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com