Polícia Civil prende em flagrante suspeito de feminicídio; Vítima foi morta a golpes de faca.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) efetuou a prisão em flagrante, nessa quarta-feira (11/5), de um homem, de 39 anos, pelo crime de feminicídio, em Ibirité, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo apurado, a vítima, de 33, teve um relacionamento com o suspeito por aproximadamente seis anos e estava, há dois anos, separada.

 

O crime foi cometido ontem, enquanto a vítima transitava em via pública e foi surpreendida pelo suspeito, que conhecia a rotina de trabalho da ex-companheira. A mulher foi atingida com sete facadas e, mesmo sendo hospitalizada, por volta das 23 horas, morreu devido à gravidade dos ferimentos.

 

De acordo com a delegada Carolina Urbano, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) em Ibirité, após o cometimento do crime, o investigado fugiu. “Iniciamos intenso rastreamento na região, onde logramos êxito em localizar e efetuar a prisão do autor num bar próximo ao local dos fatos”, conta.

 

Ainda segundo a delegada, o suspeito disse à polícia que não sabia o que havia acontecido. Mas, diante das provas, ele foi autuado em flagrante, inicialmente, por tentativa de feminicídio e encaminhado ao sistema prisional.

 

Histórico

 

Carolina Urbano acrescenta que, com base em relatos dos próprios familiares do investigado, a vítima vinha sendo perseguida e ameaçada por ele, porém não chegou a registrar os fatos.

 

“As investigações seguem para que consigamos verificar toda a violência que ela estava sofrendo e não era noticiada. De acordo com os levantamentos já realizados, as ex- companheiras também sofriam violência doméstica. Ele também tinha passagens por crimes envolvendo drogas e posse ilegal de arma de fogo, e, agora, segue à disposição da Justiça”, pontua a delegada.

 

A pena do crime de feminicídio é de 12 a 30 anos de reclusão.

DIVULGAÇÃO PCMG

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com