Mulher é presa acusada de manter casa de prostituição próximo a Praça São Tomé em Itabira

Após diversas denuncias em que relatavam uma casa localizada na Rua Turquesa no bairro Major Lage, próximo a Praça São Tomé estaria sendo usada como ponto de prostituição.
Segundo o denunciante o local estava sendo frequentado por diversas mulheres e homens e que havia também, venda e consumo de drogas no local.
Diante dos relatos viaturas se deslocaram para o local na madrugada de sábado (7) e fizeram uma averiguação no local. No momento da vistoria no imóvel em três quartos distintos foram encontrados 3 casais que relataram aos policiais que estariam realizando programas sexuais e que as mulheres haviam alugado os quartos para praticar tais atos .
As três mulheres relataram que cobraram pelos atos sexuais que estavam praticando e o valor variavam entre 60,00 a 200,00 reais e que alugaram o quarto por pagamento mensal ou apenas a chave do quarto com pagamento diário.
Diante dos fatos a proprietária do imóvel, uma mulher de 74 anos, foi abordada e confirmou aos policiais que alugava os quartos para mulheres e que os valores eram entre 300,00 e 400,00 reais mensais. Em alguns casos era alugada apenas as chaves pelo valor de 20,00 diários para que as mesma fizessem seus programas sexuais.
Após todas as informações colhidas a proprietária recebeu voz de prisão em flagrante delito por favorecimento a prostituição.
Os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil ficando a disposição do Delegado de plantão.

Rogério Kiô

error: PROIBIDA REPRODUÇÃO, USE AS FERRAMENTAS DE COMPARTILHAMENTO .