588 milhões: Câmara aprova estimativa de receita do Município de Itabira para 2019

LDO prevê arrecadação de R$ 588 milhões no ano que vem e é uma prévia da Lei Orçamentária Anual (LOA)

Em única discussão e votação, a Câmara Municipal de Itabira aprovou, na reunião desta terça-feira, 17 de julho, o Projeto de Lei 41/2018, que estabelece as Diretrizes Orçamentárias para 2019. A LDO, de autoria do Executivo, estima receita de R$ 588 milhões para o ano que vem e é uma prévia da Lei Orçamentária Anual (LOA).

 

Segundo o líder do Governo na Câmara, vereador Carlos Henrique Silva Filho, Carlin (Pode), a expectativa para 2019 é mais otimista. “Conseguimos, no meio deste ano, equilibrar as contas da Prefeitura e torcemos muito para que os projetos aconteçam em nossa cidade. Precisamos nos unir e trabalhar para que os anseios da população sejam supridos, principalmente para as pessoas mais necessitadas”, afirmou.

 

Alterações

O Plenário aprovou ainda um projeto de resolução que extingue o cargo de Coordenador de Patrimônio e restringe o recrutamento para Controlador Interno da Câmara, que passará a ser preenchido por servidor de carreira.

 

Segundo turno

Em segundo turno, cinco projetos de lei e de resolução voltaram à pauta – todos aprovados pelos vereadores. Os destaques são o Projeto de Lei 58/2018, do vereador Ronaldo Meireles de Sena, Capoeira (PV), que institui em Itabira a Farmácia Solidária; e o Projeto de Lei 61/2018, que restringe o recrutamento para o cargo de Coordenador de Controle Interno no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae).

error: PROIBIDA REPRODUÇÃO, USE AS FERRAMENTAS DE COMPARTILHAMENTO .