Prefeitura resolverá falta d’água na região do bairro Hamilton.

A partir de hoje (14), os moradores da região do bairro Hamilton receberão uma carta do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira comunicando o início das obras de substituição da rede de água na próxima segunda-feira (20).

Esta subadutora, quando rompida, impede também o abastecimento dos bairros Machado, João XXIII, Valença e parte do Amazonas.

Serão refeitos cerca de mil metros de rede com nova tubulação em ferro fundido, substituindo o PVC.

O novo material, como explicou Leonardo Ferreira Lopes, diretor-presidente do Saae, é mais adequado para suportar a pressão da água nesta região, fato que reduzirá “drasticamente” os riscos de vazamentos.

“Há alguns anos o Saae tem problemas com esses rompimentos, porque é uma rede mais velha e não dimensionada para a pressão (de água).

No final do ano passado, tivemos sérios problemas com o abastecimento nesses locais”.

O diretor-presidente declarou ainda que esta obra foi motivada a partir do sofrimento vivenciado pela população. “Foram seis dias sem água para os moradores de cinco bairros praticamente”.

O serviço será concluído em até cinco meses. No entanto, a previsão do Saae é de terminar em 45 dias.

“Se não tiver surpresa pelo caminho, já que em Itabira as redes são antigas e os ativos de saneamento são enterrados e não havia a preocupação de fazer o cadastro para localizá-las”, explicou Leonardo Lopes.

Devido aos transtornos que a obra causará, a autarquia terá o apoio da Superintendência de Transportes e Trânsito (Transita) para organizar o tráfego.

Obra
Será executada na rua Daniel Jardim de Grisolia, em três fases.

O primeiro trecho compreenderá o início da rotatória com a avenida Brasil até a rotatória da rua Santinho Linhares.

Em seguida (fase dois) os serviços continuarão até a travessa Avelar Machado.

Este trecho ficará liberado para os veículos que descem, sentido bairros Valença e Machado.

Para subir, sentido bairro Amazonas, os condutores serão desviados para a travessa Avelar Machado e rua Santinho Linhares, retornando então, à rua Daniel Jardim de Grisolia.

Na última fase, a obra seguirá até a rotatória com a rua Gameleira. Por se tratar de um local com trânsito mais “complexo” e sem vias de acesso próximas, segundo Edivânia Fernandes das Mercês, diretora de Educação e Controle de Trânsito, será utilizado o sistema de pare e siga.

Além disso, agentes de trânsito estarão na região para orientar motoristas e pedestres.

RKIO/ASCOM/PMI

FOTOS DE ARQUIVO

 

error: PROIBIDA REPRODUÇÃO, USE AS FERRAMENTAS DE COMPARTILHAMENTO .