Vereadores aprovam comissão especial de Covid-19 e cobram diálogo com o governo

Em virtude do Carnaval, a Câmara Municipal de Itabira realizou nesta quinta-feira (18) a terceira reunião ordinária do ano. O encontro foi marcado por queixas de falta de diálogo entre o Executivo e os vereadores. Além disso, foram aprovados três projetos. Em primeira votação foi aprovado a criação da comissão especial parlamentar para assuntos relacionados ao coronavírus.

A matéria é de autoria do vereador Bernardo de Souza Rosa (Avante). A comissão será formada por seis membros, a serem nomeados por portaria pelo presidente do Legislativo, Weverton Leandro Santos Andrade “Vetão” (PSB).

Em segunda votação, os vereadores aprovaram o projeto de lei que 2021 como “ano municipal do centenário do doutor Colombo Portocarrero de Alvarenga e do Dom Mário Teixeira Gurgel”. As homenagens são de autoria do prefeito Marco Antônio Lage (PSB). Além disso, ainda em segundo turno, os vereadores votaram mudança na logomarca da Câmara Municipal de Itabira. A proposta visa alinhar a identidade visual do órgão à sua nova gestão.

Busca por diálogo

A discussão teve início após o vereador Sidney Marques (PTB) fazer a leitura de uma carta aberta em resposta ao Executivo. Durante o carnaval, o petebista usou suas redes sociais para denunciar a precariedade da estrada rural da comunidade do Gomes. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atolou na região enquanto ia constatar o óbito de um idoso que havia decorrência da Covid-19. Após a publicação, a Prefeitura se posicionou sobre o acontecido, mas a resposta não agradou o vereador.

“Fui claro: espero que o prefeito junto a sua equipe consiga em curto tempo sanar os problemas causados pelas chuvas. Em momento algum culpei o prefeito A ou B pela situação que ocorreu. Deixei evidências de que foi uma situação sazonal. Me surpreende a ação energética da equipe do prefeito em justificar e chamar de discurso político a minha postagem”, destacou Sidney do Salão.

O vereador Bernardo Rosa (Avante) endossou o discurso do colega e citou a independência dos poderes. Ele afirmou que aguarda respostas referentes a ofícios enviados ao governo ainda e cobrou uma linha tênue de diálogo. A mesma linha foi seguida por outros vereadores.

O presidente  da Câmara, Weverton Vetão (PSB), também comentou sobre a situação das estradas rurais. Ele lembrou que a Prefeitura de Itabira arrecadou cerca de R$ 2 bilhões nos últimos quatro anos e, no entanto, muitos problemas ficaram sem solução. Contudo, o socialista destacou que o papel do vereador é fiscalizar e que a Câmara deve ser respeitada. Vetão também reforçou a necessidade de diálogo entre os poderes Executivo e Legislativo.

O líder do governo na Câmara, vereador Júber Madeira (PSDB), frisou que o respeito entre os poderes é imprescindível e a Casa Legislativa tem o respeito do prefeito, vice e secretários municipais. Ele lembrou ainda que o município possui cerca de 2 mil quilômetros de estradas rurais e que é impossível que o prefeito Marco Antônio dê conta de resolver isso em 50 dias. Ademais, o peessedebista garantiu que levará todas as demandas apresentadas pelo colega ao prefeito.

Homenagem

A Câmara Municipal de Itabira entregou, na tarde desta quinta (18), uma Moção de Aplausos para o itabirano Raimundo José Guedes, de 85 anos. O requerimento, de autoria do vereador Reinaldo Soares Lacerda (PSDB), foi aprovado no ano passado. Nascido em Santa Maria de Itabira, na Fazenda da Cachoeira, Raimundo é filho biológico de Andrelino Guedes e Maria Augusta Gomes, e filho de coração de Armando da Costa Lage e Guida da Costa Lage.

Homem simples, por muitos anos participou de atividades junto à comunidade, contribuiu na Pastoral Familiar, atuou na Igreja como ministro da palavra e como presidente da Associação do Alto Pereira.

ASCOM CMI

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com